26 abril 2008

Missão (quase) impossível

A frente de partidos da base de sustentação do governo Wagner tem uma missão (quase) impossível em Itabuna: unir-se e apresentar apenas um nome para a sucessão municipal contra o inimigo comum, o DEM, do prefeito Fernando Gomes.

Mais de uma dezenas de partidos discute a aliança.

Neste sábado, 26, os dirigentes tiveram o primeiro encontro, na Câmara de Vereadores. Todos falaram e ouviram (confira abaixo). Ao final e depois de muita saliva, decidiram por uma nova reunião no dia 3 de maio, na sala das comissões técnicas.

Quem integra a missão (quase) impossível: PT, PMDB, PSDB, PMN, PP, PCdoB, PSB, PPS, PTB, PV, PTB, PSC e PR.

6 comentários:

marti disse...

Martí perplexo, mas esperançoso;

Por que não chamaram os DEMOS para essa reunião?

Afinal de contas, depois que o chefe dos demoniozinhos daqui de Itabuna, o famigerado, execrado e historiado pelo gaguinho anunciação, o Sr. Fernando Gomes, informou que pretende tomar conta da família daqui pra frente - e acredito que tenha que fazer isso mesmo, afinal de contas se trata de um septuagenário casado com uma pré quarentona -, e além disso, o candidato deles, o outro capitão, que é seu vice, renega publicamente a condição em que a cidade se encontra;!

Por que não??????.

Diante desses fatos, todos são iguais na pretensão de buscar novos rumos e melhores condições para nossa cidade.

Tomara que no segundo encontro, um nome seja escolhido, e esse blog possa dar a informação em primeira mão da libertação da cidade de Itabuna.

Noticiando, que foi consensuado entre as forças progressistas(?) um nome, que nem represente a incipiente pretensa dinastia, nem outro que represente a continuidade do "modus operandis" daqueles que sempre estiveram juntos: tanto com Geraldo Simões quanto com Fernando Gomes.

Que Allah nos ilumine.....

Anônimo disse...

Esta é a parte mais pobre e podre da política.
Quando a disputa era entre GS FG, tudo bem, já existia uma guerrinha, seria aceitável.
Hoje, diante de um processo democrático e tão sonhado pelo povo, o momento de ver novas pessoas, novas lideranças concorrendo ao cargo de prefeito, é inaceitável esta imposição, de junção para derrotar o DEM de FG.
Todos sabem que o candidato do DEM é Azevedo, pessoa querido por todos e todos sabem mais ainda que FG ta de namoro com Fábio, não está e em momento algum demonstrou apoio ao candidato do DEM.
O que tá rolando é que o "PT", diga-se de passagem GS, não acredita que Juçara tenha competência pra ganhar a eleição sem tais coligações e tá querendo garantir a qualquer custo a vitória da esposa.
Gente! Tá na hora de mudar esta história! O povo quer uma eleição justa.
Estamos adorando o fato de ter uma eleição atípica na cidade. QUE GANHE O QUE APRESENTAR O MELHOR PRA ITABUNA.

Anônimo disse...

Meu Caro Pimenta.
Acredito que vc. esteja doenete, porque todos nós estamos, chega de falar em politica inexistente. Será que não dá nopjo falar de Geraldo, Fernando,renato costa, ubaldo, Jussara, Cap. Fabio entre outros. Chega! de encher o saco, basta a procissão realizada por uma pretensa candidata com os fieis incautos da paz..
Abraços,

Anônimo disse...

Meu Deus, é o fim do mundo. Que diferença existe entre GS e FG? Nenhuma. Ê PTzinho.

Anônimo disse...

Onde vocês conseguiram essa relação departidos??
Isso é falta de informação mesmo ou é proposital??
Tem uma lista de presença assinada pelos partidos, pessam uma cópia e informe o povo direito.

Anônimo disse...

O PT teve mesmo a cara de pau de propor a união da "base de Wagner" aqui em Itabuna, depois da trapalhada que fez em Salvador? Não acredito. Chega de sem-vergonhice política!