31 janeiro 2008

Prenda-me se for capaz

O foragido Marcos Gomes pode não estar muito preocupado com a polícia, haja vista suas aparições aqui e acolá, em praias badaladas e bons hotéis.

Mas o filho do prefeito de Itabuna tem uma razão forte para se esconder: os credores de sua fracassada (graças a Deus!) campanha para deputado estadual.

Somente para um comerciante do setor de autopeças em Itabuna, Marcos - na verdade, Markson - deve R$ 30 mil. E o pobre credor não sabe a quem recorrer para receber o dinheiro.

Haja reza pra Santo Expedito!

Geraldo é candidato

O plano de fazer Juçara Feitosa a candidata do PT à prefeita de Itabuna pode estar fazendo água. Segundo informações obtidas pelo blog, será mesmo a carinha de Geraldo Simões que vai aparecer no monitor da urna eletrônica quando o eleitor apertar o "13".

E as conversas de bastidores indicam que o diretor da Biofábrica, Moacir Smith Lima (PTB), está cotadíssimo para a vice.

"Trio-elétrico"

Boa idéia para os senhores em Itabuna.
Aconteceu em Mutuípe. E virou "lei".

Tá na hora da Lavagem

É, tá certo que Itabuna não vai ter carnaval. Só rola corrupção, né?

Bom, deixemos de conversa mole e vamos já pro Beco do Fuxico. Azaração e animação vão rolar soltos na festa promovida por muita gente boa. Vai ter Casados I...Responsáveis, Pó de Giz, Mendigos de Gravata...

Fui...

No pau

O prefeiturável Roberto Barbosa esteve ontem à noite na Bananeira, arregimentando cabos eleitorais e oferecendo emprego$.

Não contava com a chegada da tropa de choque de Maria Alice Pereira. Aí, foi um pega pra capá dos diabos. E Barbosa quase sai 'muquiado'.

Homem se joga da ponte

Um homem, ainda não identificado, atirou-se da ponte que liga o bairro da Conceição ao centro da cidade. O fato ocorreu por volta de 10 horas da manhã.

Segundo informações recebidas pelo blog, o homem caiu nas pedras do Cachoeira. O Samu foi acionado por populares e conduziu a vítima para o Hospital de Base.

As bruxas do imaginário de cada um

Gerson Menezes
publixcriativo@hotmail.com

Acredite quem quiser: bruxas existem e elas assombram o imaginário de muitos marmanjos e de muitos políticos. Vez por outra, mesmo tentando negar, extravasam o medo que os apavora deixando escapar em forma de “arroubos de prepotência,” manifesta pelo menosprezo ao adversário.

No fundo dos seus pensamentos, todos sabem que eleições, assim como partida de futebol, só é ganha quando o jogo termina. E com o placar favorável. Então, a nossa pergunta: Por que insistem em exorcizar a candidatura de José Adervan, atribuindo a ela um não-crescimento presente e até futuro? Onde estão as tais pesquisas encomendadas?

Quem acompanhou as lides políticas que se realizaram em Itabuna, nos últimos 25 anos, por certo há de lembrar a primeira eleição de Geraldo Simões, na qual os incautos apontavam para a recondução de Ubaldo Dantas à prefeitura, como fato insofismável e indiscutível.

Ubaldo iniciou a campanha com nada mais nada menos que 52% (cinqüenta e dois por cento) das intenções de voto do eleitorado itabunense, mercê do reconhecimento à sua magnífica gestão anterior. Contra as pretensões de Ubaldo erguia-se a máquina fernandista em apoio ao também ex-prefeito José Oduque.

Era por assim dizer um duelo de titãs, onde todos os demais candidatos eram apontados como meros coadjuvantes. E lá estava, inclusive, Geraldo Simões, na sua terceira tentativa petista, que mais parecia ser uma teimosia idealista de um louco. Nela, nem o próprio PT acreditava, pois tanto a Executiva Nacional, quanto a Estadual negaram o apoio às pretensões de Geraldo, mesmo sendo ele deputado estadual.

Na época, parecia que só nós mesmos acreditávamos na possibilidade da eleição de Geraldo, e por isso éramos tachados de loucos. Escrevemos toda a estratégia da campanha de Geraldo e o respectivo projeto de marketing.

Lembro como se fosse hoje e Geraldo também lembra que nas suas idas à nossa agência, quando o tratávamos por “Senhor Prefeito”, ouvíamos dele o comentário:

“Gosto de vir aqui, porque só aqui eu posso sonhar em ser prefeito de Itabuna, já que nas pesquisas eu não passo dos 2% (dois por cento) das intenções de voto”.

Esse quadro perdurou, mesmo até o meio da campanha. À época, sabíamos que pela primeira vez existiria o voto a partir dos dezesseis anos. Voto este que, a princípio, pertenceria a Ubaldo Dantas porque a sua gestão havia sido marcada pelo incentivo à educação, à cultura e aos esportes.

Somada a isso, ainda existia o fato de que Fernando Gomes, que havia entrado na campanha para lançar a sua candidatura a deputado federal, em uma das suas célebres incontinências verbais, em um showmício realizado na praça “beira-rio”, havia dito, generalizando, que os jovens eram “desordeiros e maconheiros”.

Ubaldo, por sua vez, por um erro de avaliação, ou por exarcebada arrogância política, preferiu abandonar o seu público alvo e partir para a retaliação pessoal contra a campanha de Oduque e Fernando. Daí se estabeleceu a baixaria que se viu, com a vitória de Geraldo e Ubaldo ficando na terceira colocação.

Muitos dirão que “cada eleição é uma eleição!”. Em tese, é verdade. Porém, afirmo aqui que, através de uma análise fria e profissional do quadro atual da política itabunense, só a candidatura de Adervan reúne as condições de vir a ser a última barreira para impedir a eleição de Geraldo Simões. De Geraldo ou de outro nome por ele apoiado.

Digo isso pelo simples fato que muitos temem e por isso mesmo tentam ignorar: a candidatura de Adervan é a única verdadeiramente independente da tutela de Fernando Gomes ou de Geraldo Simões. É também, sem sombras de dúvidas (com o devido respeito às demais candidaturas postas), o único candidato que se preparou tecnicamente para apresentar um novo modelo de administração para Itabuna.

Segundo as pesquisas, 62% (sessenta e dois por cento) da população não aceita mais a repetição do velho e ultrapassado modelo personalista, de improvisos e “compromissos impagáveis”, os quais o povo denomina de “mesmice”.

Igualmente; e isto ficará bem claro ao longo da campanha, é que Adervan não possui nem ambiciona ter um projeto de poder. Um crítico ferrenho dos desmandos administrativos que se acumulam nos últimos vinte e dois anos das sucessivas gestões de Fernando e Geraldo.

Adervan, através das páginas opinativas do seu Jornal Agora, vem sendo, sem baixar o nível das discussões e sem “chantagens”, a mais lida e creditada trincheira em defesa da população itabunense.

Volto a questionar se a candidatura de Adervan não representasse uma real ameaça às pretensões de muitos, porque insistem em tentar inviabilizá-la e desacreditá-la com boatos? Esqueçam Adervan. Exorcizem os seus próprios demônios, ou aprendam a conviver com eles e se conformem em ter de entregar a alma já comprometida.

Gerson Menezes é publicitário

Tô fora

Ufa! De olho nos apuros que colegas passam para explicar suas despesas, alguns ministros comemoram o fato de não possuir o valioso cartão corporativo. Geddel Vieira Lima recebeu a oferta de um desses quando assumiu a pasta da Integração Nacional, mas recusou gentilmente.

Painel (Folha de S. Paulo)

Sai, Matilde!

O Palácio do Planalto avalia que a melhor solução para o caso da ministra Matilde Ribeiro (Igualdade Racial), que fez uso irregular de cartões corporativos, é a sua saída do governo, revela reportagem de Valdo Cruz e Kennedy Aalencar publicada na Folha de S.Paulo (íntegra disponível para assinantes do UOL e do jornal).

Segundo a Folha apurou, Lula deve tomar uma decisão sobre o destino da ministra hoje para evitar mais desgastes para o governo.

Folha Online

A maré virou!

O Colo Colo venceu o Poções e melhorou o clima lá pelas bandas do Mário Pessoa, em Ilhéus.

No Luiz Viana Filho, o Itabuna é que ameaça se aprofundar numa crise. Depois da derrota para o Atlético de Alagoinhas e o Feirense, existe séria ameaça de demissão de toda a comissão técnica e de dispensa de jogadores.

Uma reunião da diretoria está marcada para esta quinta-feira.

Tigre ruge em cima de famélico

O gol de Marcão, do Colo Colo

O Tigre ilheense tirou a barriga da miséria. Enfrentou o famélico Poções, que acumula apenas um ponto em sete jogos, e marcou três pontinhos.

Bom, mas o Colo Colo só conseguiu marcar um, apenas um, gol no pior time do Baianão até agora. No sábado, quem pega o saco de pancadas é o Itabuna, lá em Poções.

30 janeiro 2008

Virada feirense

O Itabuna cedeu campo e o Feirense gostou. E gostou tanto que virou o jogo.

No Luiz Viana Filho, Itabuna 1 x 2 Feirense.

A força da mídia

"A mídia é a instituição em que a elite brasileira mais confia (64%), à frente de empresas (61%), ONGs (51%), instituições religiosas (48%) e governo (22%). De acordo com o nono estudo de confiança da empresa de relações públicas Edelman, o Brasil é o terceiro dos 18 países pesquisados com o maior índice de credibilidade da mídia --atrás de México, com 66%, e Índia, 65%.

Entre os meios de comunicação, os brasileiros colocam os veículos impressos no topo do ranking de confiança. Os entrevistados, na faixa dos 25% com a maior renda familiar do país, dizem recorrer como primeira fonte de informação a impressos (87%), depois a TV (82%), internet (52%) e rádio (32%).

Questionados sobre em qual versão preferem ler o jornal, 41% responderam que lêem tanto no formato impresso como no on-line, contra 32% que dizem se valer do impresso." (Folha de São Paulo).

Feirense empata

Diego Aragão comete pênalti.

André Cabeça cobra, deslocando o goleiro Vandré, do Itabuna, e guarda: 1x1, aos 36 min.

Itabuna na frente

O Itabuna defende a invencibilidade em casa no Baianão 2008. Está em campo e enfrenta o Feirense, no Luiz Viana Filho.

Por enquanto, o Azulino faz valer o mando de campo e vence por 1x0, gol de Edson.

Corrida eleitoral

A Sócio-Estatística, de Agenor Gasparetto, conclui hoje o relatório da mais nova pesquisa sobre a sucessão municipal em Itabuna.

Os números? Bom, a justiça eleitoral proíbe de divulgá-los sem o devido registro. Ou atenção ao prazo entre o registro e a publicação.

Há novidade na corrida...

Polícia apura agressão ao delegado Nélis

Os 13 bandidos que agrediram o delegado Nélis Araújo (foto abaixo) em Alcobaça já tiveram as prisões preventivas decretadas e responderão pelos crimes de lesão corporal grave e resistência à prisão.


COM INFORMAÇÕES DO
SITE TEIXEIRA NEWS

(Reportagem de Athylla Borborema)


O delegado titular da Polícia Civil no município de Alcobaça, José Carlos Silva, representou pela prisão de 13 indivíduos pertencentes a uma gangue da cidade de Alcobaça por crimes de lesão corporal de natureza grave e resistência à prisão.

Os elementos agrediram o delegado coordenador da Polícia Civil de Teixeira de Freitas Nélis Araújo e seu escrivão policial Alfredo Ferreira, tão logo os policiais salvaram de suas mãos um jovem de Teixeira de Freitas que era espancado pelo grupo porque havia se envolvido com uma garota parente a um deles, e sem notarem que tratavam-se de policiais, os elementos investiram contra o delegado e o agente.

O delegado teria observado a agressão contra o jovem e mesmo tendo advertido o grupo anunciando que eram policiais, o espancamento continuou, quando se foi preciso sacar das armas e tirar a vítima das mãos dos marginais. No entanto, no momento que os Civis socorriam a vítima dando prioridade a vida humana, o bando retornou e investiu contra os dois policiais civis.

O delegado coordenador Nélis Araújo se feriu no joelho e teve um dos dedos das mãos, mordido por um dos indivíduos que tentou tomar-lhe a arma. O grupo é identificado na cidade como “Gangue do Pitbull do Novelo” que age basicamente contra rapazes que tentam namorar moças de Alcobaça.

Um deles já está preso, e trata-se de Luiz Carlos Souza Caldas, o “Lú”, 29 anos, que responde a um processo na comarca de Alcobaça por crime de agressão, por ter espancado a turista D.J.S., 20 anos, que se recusou a sair com ele.

Outros 12 indivíduos foram identificados como sendo: Artur Souza Caldas, Key, Guto, Toninho, Gel da Caixa Dágua, Fabrício, Lindolfo, Quinho, Gilberto, Marquinhos, Thiago Félix e Pitbull, que ainda estão foragidos.

O jovem agredido pela gangue em Alcobaça, foi socorrido após os atos violentos, pela própria Polícia Civil e levado para o Hospital Geral do Município em Teixeira de Freitas – HGM, portando sérias lesões aparentes na cabeça, na face, braços e pernas.


Fauf escapole de entrevista

Entre comparecer e explicar ou dar uma passadinha e enrolar, a Fauf marcou a opção N.R.A. (Nenhuma das Respostas Anteriores). Explicamos: não se trata de nenhum gabarito fajuto, mas da ausência dos representantes da Fauf em uma entrevista coletiva que aconteceria ontem em Itamaraju.

A empresa mineira, da cidade de São João Del Rey, marcou a coletiva, mas na hora H nenhum de seus representantes compareceu. O burburinho em Itamaraju dava conta de que a escapulida teve a ver com a denúncia publicada no Jornal A Região, sobre os erros no gabarito do concurso realizado em Itabuna.

De 20 questões, nas provas de agente de serviços gerais, auxiliar de infra-estrutura e auxiliar de saúde pública, a Fauf errou nove respostas em seu gabarito. É, definitivamente, uma instituição desclassificada.

Ah, bom!

A audiência do Caso Marcos Gomes e o assassinato do vaqueiro não ocorreu hoje porque o advogado do filho do prefeito de Itabuna não foi notificado pelo oficial de justiça.

Essa foi a explicação dada às testemunhas que compareceram ao fórum Ruy Barbosa, em Itabuna.

O novo dia da audiência das testemunhas de acusação e defesa será 29 de fevereiro, não por acaso uma data bissexta.

Caso João Hélio: assassinos são condenados

A juíza Marcela Assad Caram, da 1ª VAra Criminal de Madureira, condenou os quatro suspeitos da morte do menino João Hélio, de 6 anos, no Rio de Janeiro, a um total de 167 anos de prisão, segundo informou o Tribunal de Justiça do Rio ao estadao.com.br.

Os réus participaram do assalto em fevereiro de 2007, que levou o menino à morte após ele ter sido arrastado pelo lado de fora do carro, no Rio de Janeiro.

Os acusados Diego Nascimento da Silva, Carlos Eduardo Toledo Lima, foram condenados, respectivamente, a 44 anos e três de meses e a 45 anos de reclusão; e Carlos Roberto da Silva e Tiago Abreu Mattos, a 39 anos.

Leia mais clicando aqui.

Fernando não liberou


O prefeito Fernando Gomes não liberou dinheiro para pagar o mini-trio Polirodas e o "carnaval do Caps", na avenida Ilhéus, teve que ser animado por um carro de som, cortesia de uma financeira de Itabuna.

Na foto, pacientes e funcionários do Caps à espera do trio que não veio...

Itabuna fede. E tá no buraco!

VERGONHA: A bela paisagem da Beira-Rio
cede lugar a toda sorte de lixo
e entulho
.
Enquanto o secretário de desenvolvimento urbano, Marcos Alan, ganha dinheiro para apenas cumprir determinações da ex-toda-poderosa Maria Alice Pereira, Itabuna está no buraco. E no lixo!

As fotos abaixo são flagrantes de ontem à tarde e hoje pela manhã. Lixos e entulhos se acumulam em vias centrais e próximas ao rio Cachoeira, ou à margem dele.

Carroceiros usaram o jeitinho brasileiro e improvisaram: colocaram galhos de árvore e concreto para sinalizar um bueiro destampado na esquina da Barão do Rio Branco com a avenida Amélia Amado. Na rua do Prado, Conceição, entulhos e mais entulhos.

Sem coleta, a esquina da Armando Freire com a
Barão do Rio Branco virou depósito de lixo.

Carroceiros improvisaram para que mais pessoas não caiam em bueiro da Rio Branco com a Amélia Amado

Até agora, inexplicável!

A tomada de depoimentos do caso Marcos Gomes, confirmando suspeitas, foi novamente adiada. Todas testemunhas (acusação e defesa) compareceram à Vara do Júri e Execuções Penais, mas não houve audiência.

A coincidência neste caso é que, da primeira vez, a audiência havia sido marcada para a semana de natal, às vésperas do recesso judiciário. E remarcada para hoje, às vésperas do carnaval.

Recomenda-se à justiça observar o calendário antes de marcar a nova data da tomada de depoimentos, para que não seja na Semana Santa, por exemplo.

Quem são eles?

Respeitada instituição de ensino superior agora entra na fase "pau-de-arara": quer saber os nomes dos estudantes que denunciaram a discriminação em sala de aula.

Esqueceram do sigilo da fonte.

Às vésperas do carnaval

A justiça marcou para esta tarde, às 14h, no Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna, a tomada de depoimento de testemunhas de acusação e defesa de Marcos Gomes.

Ele é acusado de espancar, manter em cárcere privado e execuar o vaqueiro Alexsandro Honorato, no dia 2 de dezembro de 2006, no Haras Redenção, em Floresta Azul. O crime teve repercussão nacional e desde 7 de março do ano passado que Marcos Gomes está foragido.

Os depoimentos, se ocorrerem, serão tomados na Vara do Júri e Execuções Penais.

Senador baiano deixa hospital

"O senador João Durval (PDT-BA) deixa o Hospital da Bahia nest quarta-feira, onde esteve internado desde a semana passada. Durval sentiu tonturas e os médicos constataram que ele estava com uma labirintite, razão pela qual se decidiram pela internação.

O tratamento foi um sucesso e o senador baiano aproveitou para fazer exames complementares, aproveitando o recesso e o iminente retorno a Brasília, que acontecerá nos primeiros dias de fevereiro e após o Carnaval. Deixando o hospital, João Durval deverá viajar ainda nesta terça para o interior, onde descansará junto aos familiares." (Umberto de Campos/Ascom)

Sai resultado de concurso da prefeitura de Itabuna

A Fauf acaba de divulgar o resultado das provas objetivas aplicadas no último dia 6 de janeiro, para profissionais do magistério e de nível superior da administração geral.

Clique (aqui) e confira.

Em tempo: Até a próxima semana, é possível que as provas aplicadas para agente de serviços gerais, auxiliar de saúde e auxiliar de infra-estrutura sejam anuladas, devido aos erros de gabarito e formulação de perguntas.

Caça-níqueis rumo ao interior

O esquema do jogo do bicho usa uma nova estratégia para tentar furar o cerco policial e judicial contra as máquinas caça-níqueis nas grandes cidades baianas.

Diariamente, carretas e mais carretas chegam a pequenos municípios lotadas de caça-níqueis. Entre ontem e hoje, Itajuípe e Coaraci receberam a visita do jogo do bicho. Bares e botecos abrem espaço para a jogatina.

E os donos dos estabelecimentos ganham um por fora, por conta do risco.

Sena convoca secretário Marcos Alan

A história das máquinas da Prefeitura de Itabuna que foram utilizadas em obras no município de Coaraci não caiu no esquecimento. Logo após o final do recesso legislativo, o secretário de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Marcos Alan Ribeiro de Farias, deverá comparecer à Câmara de Vereadores para explicar a pendenga.

Na época em que os fatos foram divulgados no Pimenta, chegou-se a cogitar a exoneração do secretário, que balançou, mas não caiu.

A convocação de Alan para comparecer ao plenário Raimundo Lima é assinada pelo vereador Luís Sena.

Ilegal

O táxi de placa JMK-0983 circula pelas ruas de Itabuna, exibindo propaganda política de um pré-candidato a vereador.

Tal prática é ilegal, considerando que o serviço de táxi é uma concessão pública e a lei não permite o seu uso para fins político-eleitorais.

Revolta na caserna

O caso foi revelado pelo radialista Gilvan Lima, ontem:

O 15º Batalhão da Polícia Militar, em Itabuna, baixou uma portaria estipulando as regras de comportamento (etiqueta militar) para todo o efetivo que vai trabalhar no carnaval de Salvador, neste final de semana.

O que mais intrigou a caserna foi o ponto da portaria em que o comando determina que todos os policiais devem se ajustar biologicamente para não evacuar no ônibus.

A portaria assinada pelo capitão Müller, competente militar, esquece que a distância entre Itabuna e Salvador é de aproximadamente 450 quilômetros, seis horas de viagem.

Se o policial der uma dorzinha de barriga no trajeto... tá lascado.

O prefeito-empresário

Fernando Gomes comprando terras com minérios. Vai terminar minerador / Politicamente, tudo pode acontecer nos próximos meses.

Eduardo Anunciação, Diário do Sul

Falta tudo no Hospital de Base

Falta tudo e a direção do Hospital de Base tomou a decisão de apenas aceitar pacientes em estado gravíssimo, a partir de hoje.

Os funcionários estão sem salários e o hospital, sem medicamentos e condições de fazer a manutenção de equipamentos cirúrgicos. A atitude da direção médica é para evitar o aprofundamento da crise na unidade hospitalar municipal.

Resta saber o que estão fazendo com o dinheiro que o governo federal envia para a alta e média complexidade em Itabuna.

A recomendação dada por funcionários a quem chega ao Hospital de Base é que procurem o Calixto Midlej Filho, no centro da cidade.

Paquito do Cacau sai em março

O ministro da integração nacional, Geddel Vieira Lima, garantiu ao repórter Levi Vasconcelos, de A Tarde, que o presidente Lula vem ao sul da Bahia, sim, para anunciar o PAC do Cacau.

Pelo compromisso firmado, o lançamento acontecerá até março, no máximo.

Seriam R$ 800 milhões para rebater a dívida dos cacauicultores e mais R$ 1,5 bilhão em investimentos na lavoura e na economia regional.

Fazemos nossas as palavras do repórter, na coluna Tempo Presente: "depois de tantas promessas, o endividado cacauicultor pegou o cacoete de São Tomé".

Só vendo para crer.

Zerinho, zerinho

Os 63 deputados estaduais baianos estarão numa boa quanto retornar do recesso. Terão direito a rodar em vectras total flex novinhos, novinhos.

Os carros zero serão alugados ao custo de R$ 160 mil, com a manutenção por conta da locadora.

Os veículos vão substituir a frota de Focus comprada na legislatura passada, e dispêndio de R$ 4,5 milhões em três anos.

Ceplac tenta liminar e diálogo com sem-terra

A Superintendência da Ceplac aguarda liminar da Justiça Federal para retirar 150 famílias ligadas à Fetag-BA da Estação Experimental Joaquim Bahiana, em Itajuípe, a 418 quilômetros de Salvador.

A estação foi invadida na madrugada de sábado. As mais de 150 famílias dizem pressionar o Governo Federal, através do Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra), para assentar grupos de 19 acampamentos de beira de estrada, desde 2004.

Na tarde de ontem, 29, líderes regionais da Fetag-BA foram recebidos em audiência na Superintendência da Ceplac, na rodovia Ilhéus-Itabuna, para aprofundar o diálogo e para que pudessem conversar com o ouvidor agrário nacional, pelo telefone. (Ascom)

29 janeiro 2008

Professora responde ao blog e nega preconceito

Resposta enviada pela professora Andréa Sauer ao blog:

Prezado Senhor (a),

Em primeiro lugar o que dizem ao meu respeito são inverdades, calúnias vis. Jamais discriminei meus alunos ou quem quer que seja por questões de classe social, sexo, religião, ideologia, etnia etc.

Ressalto, todavia, que alguns alunos vêm cometendo infrações desde a apresentação de atestado de saúde adulterado, cópias, “colas” da internet etc. e meu discurso, em sala de aula, foi embasado na ética profissional, no comprometimento com o curso, na busca pelo conhecimento.

A posição do Colegiado do Curso de Serviço Social em consonância com a Direção da Facsul não permitirá que essas práticas, tão nocivas, se institucionalizem. Não é porque os alunos pagam a Faculdade que podem exigir lograr êxito sem merecê-lo.

Nesse caso específico, muito nos admirou que um acontecimento tão corriqueiro em qualquer escola ou faculdade, pudesse tomar uma dimensão tão desproporcional. É notória que a veiculação da matéria em si e dos comentários tem um forte conteúdo político, por razões óbvias, e mostra também o preconceito contra o Partido dos Trabalhadores, partido a que sou ideologicamente vinculada.

Ao contrário também do que os senhores (as) afirmam no Blog Pimenta na Muqueca, divulgado ontem, dia 28 de janeiro, o referido caso não foi considerado por nós devidamente apurado, pois alguns dos lados implicados não foram ouvidos: a Coordenadora, a Professora de Sociologia e os alunos que estiveram presentes na sala de aula.

Assim, a Coordenação do Curso de Serviço Social da Facsul se coloca à disposição dos membros do Blog Pimenta na Muqueca, que inclusive me conhecem e sabem de minha trajetória, de meu comportamento e de meu comprometimento com a educação e com as questões sociais. Estou também à disposição de qualquer outro veículo de comunicação e da justiça para os esclarecimentos necessários, com testemunhas e provas.

Na oportunidade, reafirmamos aqui nosso compromisso em formar profissionais conscientes de seu papel no mundo e preparados para enfrentar os desafios das rápidas transformações da sociedade, do mercado de trabalho e das condições plenas do exercício profissional.
Cordiais saudações.

Andréa Andrade Sauer
Coordenadora do Curso de Serviço Social da Facsul
Assistente Social – CRESS 1797

Nota do Pimenta:
O blog recebeu a denúncia em questão na manhã de sexta-feira, tendo como origem um aluno do curso de Serviço Social. A primeira reação deste blogueiro foi de absoluta perplexidade, exatamente por conhecer o perfil e a trajetória da coordenadora do curso. Chegamos inclusive a duvidar da veracidade da denúncia, dado o seu teor absurdo, e acabamos por ignorar temporariamente a matéria.

A informação sobre o fato ocorrido na Facsul ficou, como se diz, "na gaveta" por dois dias. No domingo, o blog teve acesso a duas alunas do curso de Serviço Social. Ambas confirmaram a história da "clonagem" da prova, que teria provocado as críticas da coordenadora. As duas estudantes também referendaram a primeira informação que nos chegou ao conhecimento, ou seja, a de que a professora Andréa Sauer havia usado expressões desabonadoras contra os estudantes.

Estas alunas que contactaram o blog reconheceram que a turma tem dificuldades, em grande parte originárias do ensino capenga que obteve da rede pública. Tal problema, segundo as fontes, teria levado uma professora a se queixar da deficiência dos estudantes e a chamar os alunos de "analfabetos". Uma aluna nos contou que se queixou à professora Andréa Sauer com relação a este tratamento e a coordenadora corrigiu, afirmando que não se tratava propriamente de analfabetismo, mas de semi-analfabetismo.

Ainda que conheçamos a professora Andréa Sauer, temos infelizmente razões bastante plausíveis para acreditar nos depoimentos das estudantes. Entendemos que as circunstâncias podem ter levado a coordenadora a uma reação equivocada e que possivelmente não traduz os valores humanistas que ela preza e, na maioria das vezes, vivencia. É mais do que provável que a frustração com o desempenho de alunos e a decepção com suas atitudes tenham levado a professora a um momento de fúria.

Mas estamos certos de que o fato ocorreu, tal qual foi descrito no blog. E o publicamos, não para criar qualquer tipo de constrangimento de ordem política e muito menos para manifestar preconceito contra o PT, que nem é citado na nota.

Publicamos, primeiro porque foi verdade. E segundo, porque as faculdades particulares precisam resolver o dilema entre os critérios de admissão de seus alunos e a avaliação posterior dos mesmos, dentro dos cursos.

Ou então para que serve o vestibular, senão para aprovar aqueles que têm reais condições de cursar o ensino superior? Descobrir que certos vestibulares são de mentirinha é realmente de enlouquecer qualquer um.

URGENTE!

Alguém precisa arranjar ur-gen-te-men-te alguma coisa útil para o ex-apresentador do Alerta Total fazer.

Minha vó já dizia que mente desocupada é oficina do capeta.

Propaganda antecipada

O vídeo em que o pré-candidato Roberto Barbosa aparece afirmando que o "nome da mudança é emprego" deve sair do ar nos próximos dias.

A peça é considerada por muitos como uma bela propaganda eleitoral antecipada.

Porto Seguro é o campeão de homicídios na BA

EXCLUSIVO


De Porto Seguro, a cidade tem apenas o nome. De acordo com levantamento divulgado hoje, trata-se do município mais violento da Bahia, tendo como critério o índice de assassinatos.

Quando os dados do Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros levam em conta os números de 5.565 cidades, Porto Seguro figura entre as 16 mais violentas do País.

Não tão distante, aparece Simões Filho, com taxa de 69,7 homicídios por 100 mil habitantes. É a 43ª mais violenta do Brasil. Logo em seguida, vem Itabuna. Aqui, a taxa de homicídio atinge 68,6 a cada 100 mil habitantes. É a 47ª no Brasil.

Em 271º lugar, Ilhéus registrou uma escalada da violência entre 2002 e 2006, com a taxa de homicídios crescendo 200%. A cidade registra 40,1 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes.

Na frente de Ilhéus, figura outro município sul-baiano. Eunápolis, na 229ª posição, apresenta taxa de 43,1 homicídios.

O “Mapa” é resultado de um levantamento realizado pela Rede de Informação Tecnológica Latino Americana (Ritla), em parceria com os Ministérios da Saúde e Justiça e o Instituto Sangari.

ACOMPANHE AINDA:

Itabuna, vergonha nacional

Homicídios crescem 200% em Ilhéus

Dirigida

Não se comenta outra coisa na secretaria de saúde de Ilhéus.

Fizeram uma licitação para modernizar o sistema de telefonia e, no final, ganhou uma empresa que tem como dono o esposo da coordenadora do financeiro da secretaria.

Percebe alguma semelhança com o esquema Valderico?

Itabuna, vergonha nacional

EXCLUSIVO

O Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros, divulgado nesta terça-feira, assusta. O levantamento coloca Itabuna entre os primeiros municípios do país em número de assassinatos e aponta que, para os jovens, morar aqui é um perigo.

O estudo revela que Itabuna está em 47º lugar no Brasil em número de homicídios, com uma escala de assassinatos é ascendente: 92 execuções em 2002, 100 em 2003, 118 em 2004, e 156 mortes em 2005. Houve uma queda em 2006, 143 assassinatos.

O “Mapa” é resultado de um levantamento realizado pela Rede de Informação Tecnológica Latino Americana (Ritla), em parceria com os ministérios da Saúde e Justiça e o Instituto Sangari.

Jovens
Se no geral, a cidade figura em 47ª, quando a estatística considera apenas homicídios em que as vítimas são jovens, fica em 50ª. Eis os números: 34 mortos jovens em 2002, 45 em 2003, 42 em 2004. E cresce assustadoramente em 2005: 71 assassinatos, caindo para 59 mortes em 2006.

Quando o assunto é morte provocada por arma de fogo, Itabuna alcança a 38ª posição entre os 5.564 municípios brasileiros. São 89 mortes em 2002, número que salta para 98 em 2003 e atinge 94 em 2004. A quantidade de vítimas é ainda maior em 2005 (128 mortos por arma de fogo) e 2006 (116 execuções).

Homicídios crescem 200% em Ilhéus

EXCLUSIVO

A posição de outro município sul-baiano também não é das mais honrosas na estatística fria dos números. E da morte! A terra de Gabriela fica em 271º lugar entre os municípios brasileiros com a maior taxa de homicídios do Brasil.

A cidade tem índice de 40,1 homicídios por 100 mil habitantes. Foram 40 execuções em 2002, 51 em 2003, 63 em 2004, 99 em 2005 e 115 em 2006. De acordo com estes dados oficiais, a taxa de homicídios no município cresceu quase 200% num intervalo de apenas quatro anos.


As delícias do poder

O poder faz bem e há quem acredite que chega a ser até afrodisíaco. Que o diga o "aprendiz de feiticeiro" e eminência parda do governo Newton Lima, Magno Lavigne.

Nesta terça-feira, à tarde, quando deveria dar expediente em Ilhéus, Lavigne passeava em um carrão pelas ruas de Itabuna. Ao seu lado, uma bela jovem.

Algumas pessoas viram o desfile do novo paxá, que exibe admiráveis sinais de prosperidade financeira. E houve quem lembrasse que, durante o (des) governo Valderico, Lavigne quis ganhar notoriedade encabeçando um tal Movimento pela Ética na Política.

Quanta diferença!

Discriminação na Facsul

Talvez estimulados pela própria faculdade - do que duvidamos -, um grupo de alunos da Facsul tenta induzir leitores e a opinião pública a pensar que houve motivação política, deste blog, no "Caso Andréa Sauer".

Não houve. Aguardemos as retificações. Caso elas não ocorram, o Pimenta se manifestará. E contará todos os bastidores deste caso, inclusive a tentativa de eliminar algumas provas da discriminação.

Paciência e sabedoria não fazem mal a ninguém, senhores.

Itabuna terá carnaval...

"O Caps II estará promovendo nesta quarta-feira, dia 30, o Caps Folia de Outrora, que fará um desfile de aproximadamente 50 minutos, pela avenida Ilhéus, com saída às 15 horas. A animação ficará por conta do minitrio Polirodas, que puxará os foliões."

Em busca do canudinho

Nome ligado ao movimento estudantil itabunense na década de 90, quando presidiu a Uesi, Fábio Lima agora quer ser advogado. Assessor do deputado federal Roberto Brito (PP), Fábio foi aprovado no vestibular do curso de direito da Faculdade Batista de Salvador.

No final de semana, circulava por Itabuna numa felicidade só. Alguns amigos até pensaram que ele viera ao município para lançar a sua pré-candidatura a vereador, tamanha a gentileza e o assédio das eleitoras. Ele disse que não.

Ontem, retornou a Salvador e foi cuidar do escritório político do deputado Roberto Brito. Quanto às aulas do curso de direito, elas começam em fevereiro, mas Lima avisa que antes do segundo semestre entra de cabeça, também, na campanha da prefeiturável Tânia Brito (PP), em Jequié.

Roubo na 4ª Vara do Trabalho

Tumulto no prédio da 4ª Vara do Trabalho de Itabuna, no início desta tarde.

Um bandido trajando camisa rosa e short amarelo imobilizou o único vigilante do prédio da justiça naquele momento e tomou-lhe o revólver, se aproveitando que o coldre estava aberto.

O segurança, de pré-nome Nildo, tentou reagir. O bandido ameaçou atirar e desistiu quando a multidão partiu para cima. Esperto, fugiu tomando como rumo a avenida Juracy Magalhães. Assim, num instante só e sem ser incomodado pela polícia.

O episódio retrata o clima de insegurança na cidade e as péssimas condições da 4ª Vara da Justiça do Trabalho, que atende a população regional num imóvel absolutamente inadequado.

Jabes chama Newton de inexperiente

O ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, deu entrevista hoje ao programa Tabuleiro (Rádio Santa Cruz) e procurou reduzir a importância do prefeito Newton Lima.

Jabes disse que Newton é "um prefeito tampão" e que não se pode esperar muito dele, pois "não tem experiência".

E a vidinha continua...

Gustavo Atallah Haun

Depois das comemorações de Natal e reveillon, iniciando o milésimo oitavo ano da era cristã, fomos descansar na Estância Hidromineral de Olivença, que dista 20 km do litoral sul de Ilhéus. Lugar procurado para o veraneio por mineiros, goianos e até mesmo baianos de todos os recantos.

Estar lá, acordando com a vista para o mar verde-escuro, ouvindo o ribombar das ondas incessantes na areia alva, o vento fresco que corre sem barreiras, poderia ser considerado um êxtase, quiçá um deleite apavorantemente belo de um paraíso próximo.

Entretanto, a Olivença da minha infância é outra: menos suja, mais segura e habitável. Aquele pequeno lugarejo onde meus pais passaram lua-de-mel há 34 anos e onde veraneei desde que nasci, se perdeu nos contos perfeitos do mestre Hélio Pólvora, nos poemas de Valmir Nascimento, nas brincadeiras com primos e primas correndo soltos pelas ruas pacatas.

Hoje, o condomínio Água dos Milagres onde ficamos, localizado de frente para a Praia dos Milagres, está entregue às moscas, muriçocas e escorpiões (chegamos a matar uma família inteira dos amarelos!). O carro do lixo não passa todos os dias, o matagal cresce nos terrenos baldios, as estreitas ruas de chão estão esburacadas e os insetos apavoram, isso para não falar dos roubos sucessivos que acontecem no local.

É uma pena, pois com a vista deslumbrante que se tem, ao lado do Morro do Urubu, de onde retiramos água mineral diretamente da bica, conquistaria ainda mais turistas se fosse bem tratado.

Ilhéus peca, e muito, por somente acreditar na sua beleza física (realmente indiscutível!) e desacreditar das prestações de serviço, das administrações públicas voltadas a uma consciência ecológica, das políticas inclusivas, enfim, do cuidado com aqueles que a visitam.

Só para se ter uma idéia clara, em uma quarta-feira comum, sem movimento, fomos abordados por, nada mais, nada menos, que 47 ambulantes, camelôs, vendedores, isso das 10h40min até 15h. É a proliferação do trabalho informal, autônomo, o forte da nossa região. A pobreza se alastra junto à imensidão natural e cultural daqui.

E ficamos nos perguntando: cadê a nona ou décima economia mundial? Onde ficaram os recordes de exportação? O milagre econômico? O crescimento de 5,6% de tudo o que se produziu em 2007?

Parece que tais somas andam longe de nós, periféricos de um país surreal. Talvez esteja bom para os banqueiros, para os industriais, para a classe política, maior bebedora de dinheiro dessas plagas. Mas para o povo, uma banana. Banana desidratada, de preferência numa assadeira coberta com pano de prato alvo, para vender na praia, claro.

Wagner em Serra Grande

O governador Jaques Wagner estará em Uruçuca, dia 13, para a assinatura das obras de esgotamento sanitário em todo o município, com prioridade para o distrito de Serra Grande.

A solenidade acontecerá no distrito que, por suas belezas naturais, atrai grande quantidade de turistas, principalmente no verão. A vinda de Wagner foi confirmada pela assessoria da Secretaria de Relações Institucionais.

Agenda de candidata

Juçara Feitosa representou o marido, Geraldo Simões, na solenidade de formatura da turma de medicina veterinária da Uesc, no sábado, 26. O secretário de Agricultura foi o paraninfo.

A senhora Simões entrou muda e saiu calada, mas com toda a pinta de candidata.

Venda de jornais cresce no Brasil

A notícia está na edição de ontem do jornal Estadão: a venda de jornais cresceu 10,1% em 2007 em relação a 2006 no Brasil. Foram 4,143 milhões de exemplares distribuídos diariamente em média em dezembro, ante 3,762 milhões no mesmo mês de 2006. O aumento, segundo o Instituto Verificador de Circulação (IVC), indica 'dinamismo injetado pelos empresários do setor nos negócios".

Pergunta

O vereador Emanoel Acilino está às voltas com uma dúvida que lhe atormenta. Ele quer saber por que a Emasa não identifica os cerca de 40 carros locados que utiliza com a logomarca da empresa e muito menos com a expressão "Uso Exclusivo em Serviço".

A resposta é fácil. Sem identificação, os carros podem ser usados para fazer compras, ir à praia e ou a um barzinho... Que ninguém é de ferro!

O dono da caneta

“Quem tem o poder de colocar, tem poder de tirar”
Jaques Wagner falando sobre a dança das cadeiras no secretariado

Editoriais repercutem denúncia sobre concurso

Os jornais Agora e Diário do Sul repercutiram em seus editoriais a grande lambança da Fauf no concurso público da prefeitura de Itabuna. A empresa conseguiu divulgar um gabarito em que 9 de 20 respostas estavam erradas. O caso foi denunciado em A Região. Os editoriais são um primor.

Realmente, um vexame nacional!!!




Regra e exceção

Editorial do Jornal Agora:

"Integrante do primeiro time da ficção nacional, o escritor Adonias Filho, nascido em Itajuípe, foi reduzido à condição de estrangeiro em sua própria terra. Em concurso da Prefeitura de Itabuna, o autor de As velhas, posto ao lado de Sosígenes Costa, Jorge Amado, Cyro de Mattos e Jorge Medauar, foi destacado como o único da lista que "não nasceu no Sul da Bahia". Erro palmar: Adonias, nome dos mais festejados pela crítica brasileira, nasceu e morreu na região - tendo vivido os últimos anos em sua fazenda de cacau".

Dirão os pragmáticos que esta (des) informação não terá grande impacto na solução dos nossos problemas. Verdade, para quem possui visão apenas de curta distância. Mas nós imaginamos que seja possível aprender com o erro. Ele significa que contratos de prestação de serviços precisam atender a pré-requisitos de competência. E, em casos como este, entre tais pré-requisitos há de constar, como condição sine qua, o conhecimento primário dos valores regionais.

Ao cometer tamanha grosseria, a empresa, com o aval do município, ofende a nossa inteligência. Mais do que isso: se esta informação chegar a algum site de curiosidades (o que é muito provável que aconteça), Itabuna será motivo de chacota nacional, dada à brutal ignorância que nos leva a desconhecer um dos vultos de maior peso na literatura brasileira de ficção. Já se vê que, pelo potencial de "periculosidade" que a empresa representa, ela deveria ter sido, preventivamente, desqualificada.

O crítico Hélio Pólvora identifica Adonias Filho como "exímio e complexo contador de histórias, em cuja obra ressoam as vozes de toda a comunidade sul-baiana" - e salienta que o escritor itajuipense deu a As velhas dimensões de tragédia grega ambientada nas terras do cacau. Lembremonos de que o termo Adonias remete ao mitológico Adônis e chegaremos à provável "explicação" para o disparate do concurso: alguém deve ter concluído, a partir desses elementos, que Adonias (de Aguiar) Filho nasceu na Grécia.


PARA LER O AGORA, CLIQUE AQUI.

Numa gelada

Abre-alas. Após acabar com o pouco de estoque de filmes na base de expedições, o grupo de parlamentares ilhados na Antártida resolveu fazer roda de samba ontem. O bloco foi batizado pelo senador Renato Casagrande (PSB-ES) de "Unidos do Pinguim".

PAINEL (Folha de São Paulo)

Frase

"Ninguém precisa beber, ninguém precisa fazer nada que não seja normal para se divertir".

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no mais puro estilo "faça o que eu mando, não faça o que eu faço"

No birita

É bom lembrar que a partir desta sexta-feira, dia 1º, estará proibida a venda de bebidas alcoólicas nas estradas federais. O descumprimento da norma implicará multa de R$ 1.500,00 e o estabelecimento reincidente poderá ainda ter o acesso pela rodovia interditado por dois anos.

A data para a entrada da lei em vigor coincide com o início da movimentação nas rodovias, por conta do Carnaval. Ontem, no programa de rádio Café com o Presidente, Lula (que só viaja de avião) conclamou os brasileiros a curtirem a festa com responsabilidade.

Quando é perigoso ser prefeito

As mortes dos prefeitos de Aurelino Leal e Jussari mereceram destaque na imprensa nacional no final de semana. Gilberto Ramos de Andrade e Valdenor Cordeiro da Silva estão na lista de 11 prefeitos assassinados no país desde 2005.

Os nomes de Gilberto e Valdenor aparecem numa reportagem especial do G1. A publicação lembra que Gilberto Andrade foi morto com um tiro no peito, na BR-101, perto da Fazenda Santa Cruz.

A Região On-line

Clique aqui para ler a reportagem do G1

Pesquisa

Agenor Gasparetto, respeitadíssimo sociólogo, tem relacionamentos profissionais, pessoais ótimos com o empresário Helenilson Chaves. H.C., geralmente, consulta Gasparetto, escuta, ouve o senhor Agenor.

Helenilson Chaves, quando o assunto são pesquisas, eleições, urgentemente convoca, rapidamente consulta, chama Agenor Gasparetto para confabulações, confabular. Macaco velho não mete a mão em cumbuca.

Eduardo Anunciação, Diário do Sul

Jogo dos nove erros

Daniel Thame

Imagine um candidato que participa de um concurso público e erre nove das vinte questões de conhecimentos gerais. Seria reprovado, na certa, sem apelação.

Agora, imagine uma empresa que organiza um concurso público, envolvendo milhares de candidatos, e que na prova de conhecimentos gerais erra nas respostas de nove das vinte questões aplicadas.

Pois foi exatamente o que ocorreu com a Fauf, a empresa responsável pela organização do concurso público para a contratação de servidores da Prefeitura de Itabuna.

No gabarito que os candidatos receberam, as respostas apontadas como certas estavam erradas. Há casos que merecem entrar para o anedotário, como afirmar que Adonias Filho, grapiúna da gema, não nasceu no Sul da Bahia.

Embora até as pedras do rio Cachoeira saibam que o poema “Rio Definitivo”, do livro Vinte Poemas do Rio, é uma homenagem ao rio que praticamente deu origem a Itabuna, para a Fauf trata-se de um tributo ao Rio de Contas.

Os equívocos são regionais e mundiais. A Oceania torna-se a região com o maior número de muçulmanos do mundo, desbancando a Ásia com seus bilhões de fiéis a Alá; o “efeito estufa” vira “efeito colateral” e conceito de desenvolvimento sustentável é totalmente desvirtuado. Até o Prêmio Nobel, tem sede na Suécia desde que o mundo é mundo, vai parar nos Estados Unidos. Certamente um efeito colateral do efeito estufa.

Na melhor das hipóteses, houve negligência de quem elaborou as provas e nem se preocupou em conferir se as respostas que constavam no gabarito estavam corretas. Uma ou duas questões erradas estão dentro do limite do aceitável, afinal de contas errar é humano. Mas nove questões erradas são de um exagero mastodôntico (atenção: o termo mastondôtico vem de mastodonte, um gigantesco mamute pré-histórico, parente distantes dos elefantes atuais).

Na pior das hipóteses, o que houve foi ignorância mesmo, o que joga por terra a credibilidade da instituição que realizou o tal concurso público. O que esperar de alguém que não se dá ao trabalho de conhecer a história regional a ponto de errar a nata de nascimento de um escritor de renome nacional e de trocar os nomes de rios separados por quase 100 quilômetros de distância e igualmente cantados em prosa e verso?

Ou que confunde fatos recentes, desconhece questões que estão na ordem do dia, como o aquecimento global e o desenvolvimento social? Este, por sinal, busca justamente conciliar a conservação ambiental e a atividade econômica, como deveria saber qualquer aluno do ensino fundamental, quiçá alguém capacitado (?) a elaborar provas que decidirão o futuro de cerca de 1.500 incautos, perdão, candidatos.

Negligência, desconhecimento ou as duas coisas juntas. O fato é que a Fauf deve uma satisfação não apenas aos candidatos que prestaram o concurso, mas também a toda a sociedade, visto que a Prefeitura de Itabuna é, por sua grandeza e importância, uma das mais importantes instituições da cidade, com influência direta sobre a vida da população.

Retificar o resultado nas provas, como foi feito de afogadilho a ponto de se cometer um erro gritante de concordância verbal (“fica alterado as alternativas das questões”, quando o correto é “ficam alteradas as alternativas) é muito pouco diante do tamanho do erro cometido.

A menos que esse Jogo dos nove erros inclua acertos em outras questões que não são de conhecimentos gerais.

Opinião, Diário do Sul

Enquanto isso, em Araçás...

A juíza Renata Furtado Foligno concedeu liminar determinando a suspensão do concurso público realizado pela Prefeitura de Araçás para contratação de servidores. A juíza acatou ação civil pública formulada pela promotora Ana Rita Pinheiro Rodrigues. De acordo com a representante do MP, o concurso apresenta-se “eivado de nulidade” em razão de vícios no seu edital de abertura.

Segundo Ana Rita, o edital, publicado no Diário Oficial do Estado em 15 de dezembro de 2007, desobedeceu o prazo de 45 dias que deve existir entre a sua publicação e a realização do concurso, que ocorreu no último dia 20 de janeiro, e exigiu a apresentação de títulos pelos candidatos aos cargos de professor concomitantemente com o prazo previsto para inscrição, entre 26 e 28 de dezembro de 2007. (Bahia Notícias)

28 janeiro 2008

"Bobagem": justiça aceita ação do MP contra JR

A promotora Karina Cherubini foi uma das figuras responsáveis por puxar o fio de corrupção que ajudou a derrubar o governo do ex-prefeito Valderico Reis. Outra figura da política ilheense, bem mais articulada, está na mira: o ex-prefeito Jabes Ribeiro.

Nos últimos dois anos, mais de 20 ações civis foram movidas pelo Ministério Público Estadual contra Jabes. Uma delas é a de número 1025450-1/2006. O ex-prefeito é acusado de desrespeitar a constituição ao fazer repasse de duodécimo, a menor, para a Câmara Municipal.

Nas duas últimas entrevistas concedidas aos jornais A Região e Agora, Jabes trata de minimizar o crime de improbidade administrativa. Para ele, a denúncia do MP é “bobagem”. Noutros lugares, repasse a menor é motivo de cassação, cadeia e restituição aos cofres municipais.

Pois bem. Hoje, a juíza titular da 2ª Vara Cível e da Fazenda Pública de Ilhéus, Luciana Carinhanha Setúbal, considerou consistentes os argumentos do Ministério Público e aceitou a ação movida contra Jabes.

O ex-prefeito fora ouvido na fase inicial do processo, apresentou suas alegações, mas não convenceu. Agora, terá que responder por que efetuou os repasses a menor à Câmara. A decisão da juíza será publicada na próxima sexta, 1º de fevereiro.

O secretário-geral do PP e político sem-mandato, agora, terá que repensar o seu conceito sobre “bobagem”. Ou perderá seus direitos políticos por até oito anos.

Só pra variar...

O site Bahia Notícias informa que o deputado federal e pré-candidato a prefeito de Salvador, ACM Neto, foi assaltado neste fim de semana, durante o ensaio do Chiclete com Banana na Praia do Forte.

O deputado ficou desapegado de uns R$ 2 mil, além de documentos pessoais.

Mais dor-de-cabeça para Fauf e prefeitura

O arsenal reservado para este final de semana recomenda que a Fauf tenha um pinguinho de vergonha e, junto com a prefeitura, cancele as provas do concurso público em Itabuna.

É coisa para tirar o sono de gente séria e dar trabalho ao Ministério Público Estadual.

Não bastará apenas retificar o gabarito das provas, como fez a Fauf - de forma ladina, hoje.

Aguardem!

Edmon deve sair

Mário Kertész confirmou hoje, em seu programa na Rádio Metrópole FM, que o secretário de Desenvolvimento Integração Regional da Bahia, Edmon Lucas, está mesmo cotado para deixar o governo Wagner. A única dificuldade seria o fato de Edmon fazer parte da cota pessoal do governador.

Kertész fala com a autoridade de quem é bastante amigo de Edmon.

Caso Andréa Sauer repercute no estado

A discriminação praticada pela coordenadora do curso de serviço social da Facsul, Andréa Sauer, contra alunos cotistas repercutiu na imprensa baiana e em alguns dos principais sites do estado.

O Bahiajá, de Salvador, deu destaque para a informação publicada no Pimenta, reproduzindo texto do blog. A Facsul não se pronunciou sobre o caso. A revolta entre os estudantes é grande.

A professora afirmou em sala de aula que os alunos eram "incompetentes", "semi-analfabetos" e o dinheiro deles para a instituição "não é bem-vindo". Os cotistas pagam entre 50% e 60% do valor original do curso, R$ 491,00, de acordo com site da faculdade.


CASO TEVE REPERCUSSÃO ESTADUAL















Nova pesquisa em Itabuna

Essa é para esquentar os tamborins.

Até a próxima quinta-feira, 30, serão divulgados os mais novos números da corrida eleitoral em Itabuna.

Saindo do forno, o leitor poderá acompanhar aqui, no Pimenta.

PP diz que Barbosa vai até o fim. Será?

O presidente estadual do PP, Mário Negromonte (foto), deu entrevista ao Diário do Sul, edição de final de semana. Diz ele que a candidatura de Roberto Barbosa a prefeito de Itabuna vai até o fim.

Negromonte citou o exemplos de gestão que o Partido Progressista acumula por todo o Brasil, falou de corrupção, citou o prefeito de Ipiaú, José Mendonça, mas não tocou no assunto sucessão municipal em Ilhéus. Abaixo, um resumo da entrevista.

Diário do Sul – O PP vai lançar mesmo candidatura própria em Itabuna, ou é uma “jogada política” para fortalecer a sigla numa composição que lhe seja conveniente?

Mário Negromonte - O Roberto Barbosa está dentro do perfil que pretendemos implantar na gestão municipal. Roberto é pré-candidato, apoiado pela direção do partido e vai ser o administrador que Itabuna sempre sonhou. Como o próprio Roberto fala, Itabuna não precisa de políticos e sim de prjetos.

DdS – Caso Geraldo Simões não se candidate e lance Juçara Feitosa, o PP aceitaria lançar Roberto Barbosa como vice dela?

Negromonte - Não acredito que o secretário não seja candidato. Mas, caso aconteça, o que eu posso afirmar é que iremos pra disputa. Vai ser a batalha das propostas do bem contra as promessas do passado.

DdS – O ex-deputado Pedro Corrêa, então presidente do PP, foi acusado de ser beneficiário das contas de Marcos Valério. Como o partido lidou com tais acusações?

Negromonte - As acusações foram feitas, apuradas e o partido tomou a atitude necessária. Esta é a postura do nosso partido.

Funcionária da Prefeitura de Ilhéus afirma sofrer perseguição de Alcides Kruschewsky

A servidora pública municipal Tânia Bispo Costa (foto) trabalhava até a semana passada na recepção da unidade básica de saúde de Olivença, em Ilhéus. Segundo conta, ela exercia suas funções com zelo e era querida pela comunidade.

Há cerca de dez dias, a servidora foi surpreendida por um ofício, intimando-a a comparecer no setor de Recursos Humanos da Secretaria Municipal de Saúde. Neste local, ela foi informada de que seria transferida a função de auxiliar de serviços gerais na Rede de Frios (onde ficam as vacinas), na Avenida Canavieiras. Detalhe: Tânia mora em Olivença.

A servidora afirma não haver motivo para ter sido transferida. Pelo menos do ponto de vista funcional. De acordo com ela, a mudança do seu local de trabalho está ligada à perseguição política. Tânia Bispo acusa o secretário de Governo de Ilhéus, Alcides Kruschewsky, de estar por trás de "toda essa história".

A agora ex-recepcionista da unidade básica de saúde de Olivença teria sido apontada como militante política aliada a adversários de Kruschewsky. Ela, no entanto, nega que fizesse qualquer tipo de militância política em seu local de trabalho.

Tânia é casada com Luciano Melgaço, ex-administrador de Olivença e adversário de Alcides. O atual secretário de Governo tem mandato de vereador e Olivença é uma de suas principais bases eleitorais.

"A minha mulher não se envolve com política e o que fizeram com ela é uma injustiça, que nós vamos lutar para reparar", afirma Melgaço. Ele diz que o administrador de Olivença, Ivan Gomes, foi quem pediu a transferência de Tânia Bispo ao secretário.

"É um absurdo o que estão fazendo em Ilhéus. É muita perseguição e desrespeito promovidos por essa turma de Alcides", desabafa Melgaço.

Parou em 0,7%

A luz vermelha acendeu para um pré-candidato a prefeito de Itabuna, que está em um grande partido, mas ainda não ultrapassou a barreira de 1% nas pesquisas.

Na semana passada, o homem foi avisado de que se permanecer estacionado, a legenda poderá apoiar um nome de outro partido.

O preterido pode acabar no divã.

Sai segunda chamada da Emarc

A Escola Média de Agropecuária Regional da Ceplac de Uruçuca (Emarc-UR) divulgou hoje, 28, a listagem com a segunda chamada de 58 aprovados. Os alunos terão prazo até às 17 horas de sexta-feira para efetuar matrículas para os cursos de Turismo e Hotelaria, Tecnologia de Alimentos, Agropecuária e Agrimensura.


Clique (aqui) para conhecer a lista dos aprovados.

Minha boquinha primeiro

O chefe de gabinete da secretaria de estadual agricultura, Carlos Sodré, tem insistido em ir na contramão do discurso político do seu chefe, o secretário Geraldo Simões.

Enquanto Geraldo diz que é o candidato preferencial e a sua esposa, Juçara Feitosa, uma alternativa do PT, Sodré diz que não. Foi assim na entrevista ao site Uol.

Ao repórter Gabriel Noronha, o chefe de gabinete afirmou que Geraldo continua na agricultura e dispensa disputar a sucessão em Itabuna. "Não há essa possibilidade e ele fica na secretaria".

Gonzalez, no ar

"O povo precisa saber votar. Eu andei errando, já votei em Geraldo Simões. Só não levo dois pecados para Deus: não votei em ACM e Fernando Gomes."

Gonzalez Pereira, em seu programa na rádio Jornal.

Ele e o bebum

A festa do padroeiro de Banco do Pedro, no final de semana, demonstrou bem como está o prestígio de três dos pré-candidatos a prefeito de Ilhéus.

Newton Lima levou sua trupe, puxada por Pai Cidão. Mário Alexandre era acompanhado por dez eleitores e o ex-prefeito Jabes Ribeiro tinha como companhia um eleitor, bêbado.

Algum malvado pode até dizer que o homem acompanhava Jabes por não estar lúcido, mas o senhor em questão é cabo eleitoral do ex-prefeito por várias eleições.

Silêncio

Até o momento, nem a prefeitura nem a Fauf se pronunciaram oficialmente sobre os erros grosseiros - e que prejudicaram os candidatos - nas provas do concurso público para as áreas de saúde, infra-estrutura e agente de serviços gerais.

Será que permanecerão em silêncio por toda a segunda-feira?

Os erros foram denunciados em A Região.

PCB tem pré-candidato

Sumido da cena eleitoral, o Partido Comunista, o velho PCB, anuncia que tem pré-candidato a prefeito de Itabuna.

O prefeiturável chama-se Pedro Heliodoro. Pelo menos, foi assim que se apresentou o pré-candidato ao radialista Gonzalez Pereira. E Heliodoro virou uma fera ao Gonzalez dizer que apenas três serão candidatos a prefeito e os outros buscam a vice ou ocupar secretarias.

- Se tiver um só candidato no final, pode ter certeza que será do PCB - bradou Heliodoro.

Vamos ver, então.

PCdoB reafirma candidatura de Sena

A reunião de planejamento do PCdoB, realizada no último fim de semana em Itabuna, serviu para demonstrar que, se o partido tiver candidato a prefeito em 2008, seu nome será Luís Sena.

Há dez dias, o presidente da Bahiagás, Davidson Magalhães, afirmou que poderia ser o candidato comunista em Itabuna, se isso servisse para unir os "partidos aliados". Ao que parece, a hipótese foi sepultada ontem.

Com mais combustível que o presidente da Bahiagás, Sena reafirmou sua pré-candidatura e ainda aproveitou o fim de semana para reforçar a parceria com o PSB do presidente da Câmara de Vereadores, Edson Dantas.

O pós-ACM

A morte do senador Antonio Carlos Magalhães mudou completamente o cenário eleitoral na disputa pela Prefeitura de Salvador. Ao contrário do que acontecia em pleitos anteriores, quando a campanha se dividia entre carlistas e não-carlistas, este ano pelo menos quatro forças políticas disputam a administração da terceira maior cidade do Brasil.

Sucessor do senador, morto em julho de 2006, na política baiana, o deputado federal Antonio Carlos Magalhães Neto é o candidato natural do DEM. Além de ACM Neto, como é mais conhecido o parlamentar, também devem concorrer o prefeito João Henrique Carneiro (PMDB), o ex-prefeito Antonio Imbassahy (PSDB), o radialista Raimundo Varela (PRB) e a vereadora Olívia Santana (PC do B). Dependendo de negociações partidárias, também postulam o cargo os deputados federais Nelson Pellegrino (PT) e Lídice da Mata (PSB).

(Clique aqui e leia mais)

O caso de discriminação na Facsul

A Facsul estuda a melhor resposta para o caso de discriminação ocorrido em sala de aula, na quinta-feira passada. O caso envolve a professora Andréa Sauer, reconhecida pela sua competência profissional, mas que derrapou diante de duas turmas do primeiro semestre de Serviço Social.

Clique ( aqui ) e leia a matéria do Pimenta.

Força total

O tucano Antônio Imbassahy não está para brincadeira. Vai lutar com todas as forças para reconquistar a Prefeitura de Salvador. E uma de suas armas mais fortes será o marketing, onde pretende contar com a experiência do mago Duda Mendonça.

Isto se a Polícia Federal deixar...

Bahia é 2º em abusos sexuais contra a criança

O Disque 100, serviço da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República que recebe relatos de abusos contra crianças e adolescentes, terminou 2007 com aumento de 80% no número de casos denunciados na comparação com o ano anterior.

São Paulo, com 3.081, Bahia com 2.547, Minas Gerais com 2.292, e o Rio de Janeiro com 2.001, lideraram a lista de ocorrências de abusos sexuais. O Disque 100 recebe ainda milhares de pedidos de informação sobre crianças e adolescentes – em 2007 foram atendidos 940.919 solicitações.


Comece por Ilhéus, secretário!!!

Exploração sexual Parece que é mesmo pra valer a proposta de formação de uma rede envolvendo órgãos públicos das três esferas de governo, representações de classes empresariais e de trabalhadores e entidades da sociedade para enfrentar a exploração sexual contra crianças e adolescentes. O trabalho é comandado pelo secretário de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Valmir Assunção.

Na segunda-feira passada, foi lançada uma pesquisa encomendada por Valmir à Universidade Federal da Bahia, sobre a exploração que ocorre nas estradas baianas. Coordenada pela socióloga Marlene Vaz, a pesquisa investigou o universo dos caminhoneiros, apontados como principais clientes dos pontos de prostituição nas estradas.

Lá estão elementos importantes para ajudar a transformá-los em aliados nessa luta. É um bom começo, mas as soluções efetivas vão depender de várias outras ações que envolverão, necessariamente, diversas áreas do governo, a exemplo da segurança pública, saúde, assistência social, educação, turismo e outras ainda.

Samuel Celestino, A Tarde

27 janeiro 2008

Limpeza ética!

"Em matéria eleitoral, vale é a idéia de limpeza ética. Quem não tem o passado limpo, quem não tem vida pregressa pautada na ética, não tem qualificação para representar o povo."

Carlos Ayres Britto
, provável novo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), numa entrevista ao jornal O Globo, edição de domingo.

Tensão abaixo de 0ºC

O senador capixaba Renato Casagrande era um dos convidados para a convenção regional do PSB, em Itabuna, ontem.

Ele foi sacado da programação por conta de atrasos na viagem à Antártida, para conhecer os trabalhos de pesquisa na Estação Comandade Ferraz. A expedição deveria durar um dia apenas.

O mau tempo prolongou a estadia. O retorno, que estava programado para a sexta-feira passada, somente deve ocorrer nesta segunda, 28. A temperatura por lá está abaixo de 0ºC.

Além de Casagrande, outros 12 parlamentares brasileiros estão na Antártida, dentre eles o deputado federal baiano Colbert Martins (PMDB).

Crise e mais crise

O Colo Colo tomou mais um gol e, início de segundo tempo, já perde por 2x0 para o Ipitanga. O time soma apenas quatro pontos em seis jogos. O segundo gol foi marcado por Valdir, aos 13 do segundo tempo.

Às 17h56min: O Colo Colo mostrou que não vai bem este ano. A equipe acumulou a quarta derrota em seis jogos. Nas demais partidas, empatou uma e venceu outra.

Será que o técnico Zanata, que se dá bem de mais com Zé Maria, também vai cair???

Itabuna perde invencibilidade

Depois de cinco rodadas, o Itabuna conheceu a primeira derrota no campeonato baiano. O Azulino foi a Alagoinhas e perdeu para o Atlético, no estádio Antônio Carneiro.

O gol da vitória atleticana ocorreu aos 5 minutos do primeiro tempo, marcado por Tião, que escorou para o fundo das redes. A derrota por 1x0 para o Atlético pode tirar o Azulino do G-4.

Em outro jogo deste domingo, o Vitória tirou o pé da miséria e enfiou três no Poções, todos marcados no segundo tempo por Marcelo Batatais (13min), Moré (36min) e Alex Santos (39min).

Parece que a rodada não será boa para os sul-baianos, pois o Colo Colo está perdendo para o Ipitanga, por 1x0, gol marcado aos 31 do primeiro tempo. O jogo é fora de Ilhéus.

Após denúncia, Fauf e PMI corrigem gabarito

O jornal A Região denunciou um escândalo nas provas do concurso público da Prefeitura de Itabuna. Estava errada metade das questões apontadas como corretas pela Fauf no gabarito da prova para os cargos de agentes de serviços gerais, auxiliar de infra-estrutura e auxiliar de saúde pública.

Das 20 questões sobre conhecimentos gerais, o gabarito da Fauf errava em nove. Agora à tarde, a fundação contratada pela prefeitura para o concurso divulgou a correção de todas as questões apontadas pelo A Região.

Não sabemos se houve má-fé da Fauf ou foi apenas erro mesmo. Mas o gabarito foi disponibilizado para os candidatos na última segunda-feira 21, à noite. E somente neste domingo 27 foi corrigido.

No site, a Fauf divulgou as correções feitas no gabarito para as três funções.

"Para estabelecer e prevenir direito, fica alterado as alternativas das questões n. 29, 30, 31, 32, 33, 36, 37, 38 e 39.

Retificado em 27/01/08".

Clique aqui para ler a reportagem de A Região, apontando os erros do gabarito.

Professora discrimina e ofende alunos na Facsul

Andréa é acusada de discriminar
turma de Serviço Social da Facsul

O caso é grave e somente será publicado aqui porque foi suficientemente apurado. Na noite de quinta-feira, dia 24, a coordenadora do curso de Serviço Social da Facsul, Andréa Sauer, destratou toda uma turma de alunos, utilizando como critério a origem social deles.

Andréa foi chamada para apurar um caso de fraude em uma prova da disciplina Sociologia. Teria todo o direito de repreender moderadamente e até reprovar os alunos envolvidos no episódio, mas o que fez foi extravasar o seu preconceito contra os estudantes.
.
Segundo alunos ouvidos pelo blog, a coordenadora referiu-se a eles dizendo que não queria "alunos incompetentes" em seu curso, pois isso viria denegrir a sua imagem como professora. Afirmou ainda que "o dinheiro de vocês não é bem-vindo".
.
A turma que ouviu o desaforo
é toda formada por alunos que ganharam desconto para entrar na Facsul. Enquanto a mensalidade normal do curso é de aproximadamente R$ 400,00, os "incompetentes" pagam R$ 295,00.


Estudantes disseram que Andréa Sauer gosta de alardear o fato de ter estudado na Alemanha, o que para eles seria uma forma de diminuí-los. Outro hábito seu é comentar os "erros" dos alunos com seu marido, o secretário de Educação da Bahia, Adeum Sauer.

Os alunos acreditam que a discriminação externada pela professora tem a ver com o preço que pagam pelas mensalidades. "Já fomos interessantes para o curso, mas agora eles parecem querer que nós desistamos para abrir vagas para outros estudantes, que paguem o valor maior", deduz uma aluna que prefere não ter seu nome divulgado.

As ofensas contra a turma não são exclusividade da coordenadora. A professora da disciplina Metodologia Científica, Alesselma Pereira, chamou publicamente os alunos de analfabetos. Uma das vítimas do desacato queixou-se à Andréa Sauer, em sala de aula. A coordenadora não titubeou: "analfabetos não, vocês são semi-analfabetos".

EDUCAÇÃO
A origem do problema ocorrido na Facsul é comum às demais instituições privadas de ensino superior, que abrigam um grande número de alunos provenientes da rede pública, com suas históricas e conhecidas deficiências.

Como sabem, ou deveriam conhecer tal circunstância, os professores e coordenadores dos cursos precisam estar preparados para lidar com as dificuldades dos alunos. Discriminar, xingar e humilhar só serve para enfatizar o lado negativo, quando o correto seria estimular, ajudar a corrigir. Não seria esse o papel do educador?

A coordenadora do curso de Serviço Social precisa mudar sua postura, com exceção do hábito de contar ao marido as falhas dos seus alunos. Estar mais ciente dessas deficiências pode ser um bom começo para o secretário de Educação desenvolver políticas que ajudem a ampliar a qualidade do ensino público na Bahia, por certo o caminho para melhorar a instrução nos demais níveis.

Motoboys e cidadania

Ainda não identificado, o jovem da foto foi preso após roubar e agredir uma pessoa idosa nas proximidades da estação elevatória da Emasa, no centro, em frente à Receita Federal.

Um motoboy assistiu a tudo e acionou mais colegas, que partiram para prendê-lo. Na ação, havia mais um comparsa.

Dos dois assaltantes, um caiu no Rio Cachoeira e o atravessou a nado, em direção ao bairro Conceição, na rua do Prado. O outro fugiu.

O que nadou (aí, na foto) acabou sendo preso e entregue ao Posto de Comando da 1ª Cia PM, e depois levado para o Complexo Policial.

Tanto o preso como o comparsa usavam a abandonada estação da Emasa para consumir drogas. E, ainda, praticavam 'descuido', tendo como vítimas idosos e adolescentes que transitam por uma passarela que liga o final da Amélia Amado à ponte velha do Conceição.

Morre Mário César Anunciação

Morreu na madrugada de hoje o ex-vereador itabunense Mário César Anunciação, 82 anos. Durante muitos anos, ele foi o titular do cartório de títulos, documentos e registros civis de pessoas naturais do Fórum Ruy Barbosa, em Itabuna.


No período de militância política, também concorreu ao cargo de prefeito. O corpo de Mário César está sendo velado no plenário da Câmara de Vereadores (Beira-Rio). O enterro está programado para as 16h deste domingo.

Atentado alemão (no aeroporto de Salvador)

Aeroporto de Salvador, quarta à tarde. Um alemão com piercing nas orelhas não conseguia passar no detector de metais. A polícia mandou voltar, nada. Vistoriou o homem, tudo limpo. Mandou tirar o cinto da calça.

Tirou, a tragédia: a calça desceu até os pés, o alemão não usava cueca, um auê tipo “Oh, meu Deus!...” (das mulheres) e “O que é isso?!” (dos homens).

Preso por atentado ao pudor, perdeu o vôo (marcado para as 17 horas). Mas, no mais, deu sorte. O cônsul alemão na Bahia, Walter Weinberger, estava no aeroporto, foi em socorro dele. A polícia liberou.

Tempo Presente, A Tarde

Desembargador

A cururuzada fez festa com a nomeação de Lourival Almeida Trindade como o primeiro "desembargador comunista" da história do Poder Judiciário baiano. Alegria natural, mas o chamado fumu boni juris (fumaça do bom direito) recomenda que, antes de trazer o rótulo de comunista ou anarquista, o nobre desembargador seja realmente festejado como o jurista que é. E dos bons!

César Brandão, do PPS, anuncia apoio a Edson

A convenção do PSB reuniu lideranças nacionais e estaduais em Itabuna, neste sábado.

Mas o fato que chamou a atenção foi o apoio declaradíssimo do vereador César Brandão ao presidente da Câmara Municipal, Edson Dantas.

Edson é o pré-candidato do PSB à prefeitura de Itabuna.

O apoio, diga-se, causa desfalque no time do tucano José Adervan. Tudo porque o PPS, partido de Brandão, acordou apoio ao pré-candidato do PSDB.

César diz que prefere Édson.

26 janeiro 2008

Radar na BR-415 vai funcionar um ano depois

Apontada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) como a quarta rodovia mais perigosa do país, a BR-415 começa a receber radares fixos. O objetivo é controlar a velocidade numa pista conhecida por piso irregular, curva perigosa e trechos sem sinalização.

O primeiro dos três radares fixos previstos para a rodovia começa a funcionar em março, um ano depois de instalado, em frente à sede regional da Ceplac. O trecho é apontado como um dos mais perigosos pela polícia rodoviária e motoristas. Além das curvas, há grande fluxo de veículos da sede da Ceplac, principalmente em horários de pico.

Fotos Luiz Conceição

Exemplo? Que exemplo?

Gráfico Época
Enquanto governo, carlistas e soutistas alardeavam os "bons" indicadores sociais da Bahia. Números agora revelados apontam o estado entre os sete maiores índices de mortalidade infantil do País. Acima, o gráfico de quem trabalhou "direitinho" para reduzir a triste sina da morte prematura. Na coluna à esquerda, os cinco primeiros que 'naufragaram'.

P.S.: O índice de mortalidade infantil na Bahia é de 34,5 óbitos a cada mil nascidos vivos, em 2006, ante 62,6 em 1991. Portanto, a queda nesse período foi de 44,9%. O dado de 2006 está bem acima da média nacional - 24,9 mortes a cada mil nascidos vivos.

Falta a ligação Espírito Santo-Bahia

O Evo Morales capixaba
Começa a operar no mês que vem o gasoduto Cabiúnas (RJ)–Vitória (ES ), que vai colocar no mercado 20 milhões de metros cúbicos de gás. Isso é mais de 70% do que hoje é importado da Bolívia. “A diferença é que eu sou mais fácil de negociar que o Evo Morales”, brinca o governador do Espírito Santo, Paulo Hartung.

Janela Indiscreta, Época (para assinantes)

Inaugurada a ligação Cabiúnas (RJ) - Vitória (ES), falta a outra ponta do gasoduto, a baiana. Por enquanto, tudo está na promessa da Petrobrás e da BahiaGás. Mas vamos esperar.

Money e prazer... sexual!

Um dado para quem costuma relacionar felicidade financeira com satisfação sexual: em 2007, um ano em que o Brasil cresceu quase 5%, caiu o mercado de medicamentos para impotência – ou disfunção erétil, na linguagem politicamente correta. Ou seja, com mais dinheiro no bolso, o brasileiro recorreu menos aos Viagras da vida.

Radar, Lauro Jardim

Corra, Gilmar, corra!!!

O vereador Gilmar Sodré e assessores compraram todos os exemplares de A Região, em Ilhéus, na semana passada.


O jornal, então, resolveu repetir a dose. Republicou matéria em que o vereador ilheense é acusado de abusar sexualmente de uma criança de 13 anos, em outubro do ano passado.

Enquanto isso, é grande a operação-abafa em Ilhéus. De repente, Gilmar ganhou a proteção e o apoio de um ex-prefeito, também conhecido pelo estilo 'pavão'.

Tupinambás fazem sete reféns em Buerarema

A polícia federal foi acionada para intermediar um novo conflito entre índios Tupinambás da Serra do Padeiro, em Una, e a prefeitura de Buerarema. Hoje, sete servidores foram tomados como reféns pelos indígenas.

Além dos servidores, os tupinambás 'seqüestraram' a patrulha mecânica do município. Segundo informações, os índios fazem protesto contra supostos crimes ambientais cometidos pela prefeitura. O município estaria fazendo retirada de cascalho "sem licença ambiental".

Em tempo: os servidores já foram liberados. A polícia federal agora faz intermediação para que os indígenas liberam a patrulha da prefeitura.

Atualizado às 16h

Lavigne levou 'chamada de saco'

O sindicalista aposentado Magno Lavigne, dizem, foi obrigado a baixar a bola. O homem tava se achando o prefeito Newton Lima em pessoa e saia peitando Deus e o mundo.

Uma das vítimas foi o publicitário Rildo Mota. O diálogo travado entre os dois é impublicável, principalmente os trechos do 'sindicalista'.

Após o entrevero e as ameaças de Lavigne, Pai Cidão o convidou a visitar a sua tenda. E deu-lhe uns puxões de orelha, com a "aquiescência" do prefeito.

Lavigne, chamado de Bruxa Keka, tamanha as perseguições, teria ficado zonzo.

25 janeiro 2008

Juçara vira "sindicalista"

O site Uol fez reportagem sobre a influência das eleições municipais no secretariado do governador Jaques Wagner.

Lá pelas tantas, o repórter Gabriel Noronha aborda a sucessão em Itabuna, fala da situação do secretário Geraldo Simões e diz que a esposa do ex-prefeito de Itabuna, Juçara Feitosa, é "sindicalista".

Essa é nova para nós, itabunenses.

Edmon na fritura

Informações de bastidores - ou processo de fritura - apontam para uma possível queda do secretário de desenvolvimento e integração regional, Edmon Lucas.

Edmon abriria espaço para um nome do PP ou PR, dois dos partidos neoaliados do governo de Jaques Wagner.

Sessão baixaria

A noite de quinta-feira foi quente na Facsul.

Uma professora teria discriminado quase duas turmas inteiras devido ao nível social.

Segundo alunos, a titular do curso de serviço social teria dito que "não gosta de dar aula para pobre" e a faculdade, que é particular, "não é lugar de pobre". E, assim, teria reprovado a turma inteira.

Uma das vítimas entrou em contato com o Pimenta na sexta, pela manhã. Como não conseguiu ouvir a professora acusada, por enquanto o blog se limitará a contar parte da história, sem os devidos nomes.

Mas é apenas por enquanto.

Outdoor: Maria Alice libera geral

A faz-tudo Maria Alice Pereira ordenou ao secretário de desenvolvimento urbano, Marcos Alan Farias, liberar a colocação de 40 placas de outdoor da empresa Betos na área urbana de Itabuna.

Maria Alice cedeu aos apelos do lobista Josias Miguel, que se apresentou como intermediário da empresa conquistense. Não se sabe as cifras envolvidas na transação, mas a Betos vai dominar o mercado de outdoor itabunense com a devida ajuda da faz-tudo do prefeito Fernando Gomes.

Além de quebrar a concorrência, a liberação vai contribuir ainda mais para a poluição visual da cidade.