26 abril 2008

O espólio secreto de ACM

A cinematográfica invasão judicial à residência da viúva do ex-senador Antônio Carlos Magalhães, ocorrida no dia 11 de março, ganhou repercussão como um ato de ganância de Tereza e César Mata Pires, filha e genro do falecido senador baiano, contra a viúva Arlette.

A presença da juíza Fabiana Pelegrino, mulher do deputado petista Nelson Pelegrino, adversário de ACM, à frente da ação em que oficiais de Justiça arrombaram portas e cofres e catalogaram obras de arte, politizou a ação judicial.

Mas, longe das disputas paroquiais, por trás da ação orquestrada por Mata Pires estava a tentativa de encontrar uma série de documentos que serviram para que ACM o mantivesse sob controle por quase uma década e que revelam a face oculta da construtora OAS.

A papelada mostra as contas da OAS em paraísos fiscais, dinheiro de caixa 2 e remessas ilegais de lucros para o Exterior em nome de Mata Pires.

Leia matéria completa
na Revista ISTO É.

2 comentários:

o sacaninha enojado disse...

Quanta sujeira em nome dos 'baianos'.

Anônimo disse...

a verdade vem a tona sempre, não adianta esconder... a vida política da nossa região também está cheia disso! políticos profissionais, raposas políticas existem aos montes, mas um dia morre, adoece, perde eleição, enfim... nada é eterno! somente restam as obras em prol do povo e a própria consciência! não me preocupo com dinheiro público roubado, já diziam os mais velhos: o q entra fácil, sai fácil... TCU e Lei de Responsabilidade Fiscal neles, para começar a pagar o que devem aqui...