11 abril 2008

DEM e PMDB em Itabuna

São cada vez mais fortes os rumores de uma aliança entre o PMDB e o DEM em Itabuna. Parece que o Capitão Azevedo terá que se contentar com a vice do peemedebista e deputado estadual Capitão Fábio.

O acordo é tratado pelo prefeito Fernando Gomes diretamente com Fábio e o ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima. O martelo deverá ser batido na próxima semana, com a viagem de Fernando ao escritório político de Geddel em Salvador, no Costa Azul.

A preferência de Capitão Fábio é de que o encontro se dê em Brasília, longe dos holofotes e onde poderão conversar melhor e sem o perigo de serem fotografados 'juntinhos'. O que mais o peemedebista teme, a essa altura, é aparecer ao lado do desgastado Fernando.

Para o leitor ter uma idéia de como anda a imagem do prefeito, numa pesquisa feita por um instituto itabunense, esta semana, Fernando Gomes apareceu com 0,5% de intenções de voto.

5 comentários:

Anônimo disse...

Vou mandar um recardo pra seu Fernando Gomes, Nunca esqueça de que foi o maior contribuinte para sua vitória foi esse homem simples, humilde, que deixe de ser vereador com a vitoria garantida, para ser vice e arriscando a não ser eleito. E hoje o maior comentario que a comunidade ouve é que Fernando nunca deu vez ao vice.
O capitão azevedo não merece esse tratamento.

Anônimo disse...

Não acho que o Capitão Azevedo aceite essa aliança , ele mostrou ser um homem inteligente e cauteloso nessas últimas entrevistas que tem dado . Ninguém merece ser vice de Fernando e repetir o erro com Fábio, que como deputado não tem mostrado serviço . "errar uma vez é humano , duas vezes é burrice"

Anônimo disse...

Zelão, pro anônimo disse:

Aceitaria sim!
Tudo o que o capitão Azevedo mais desdeja e sonha, é ser chamado algum dia ao gabinete de Fernando Gomes, e dele receber o apoio.`
É o próprio Azevedo quem diz: - "Sou um homem de grupo. Pertenço ao DEM, cujo líder é Fernando Gomes. Por isso mesmo, não peçam para me rebelar contra Fernando".
Na verdade, o que está acontecendo, é que sem o apoio de Fernando, sem o comando do diretório que é composto inteiramente por fernandistas, Azevedo não tem outra saída, a não ser aceitar a sua candidatura a prefeito, para servir de palanque para os candidatos a vereador do DEM, com destaque preferencial, para Abílio, que vem a ser o "maridão" da atual presidenta do diretório municipal do DEM,Maria Alice Araújo.
Azevedo, paga mais uma vez pelo seu estilo submisso de fazer política.

Anônimo disse...

Zelão, pro Sêo Pimenta:


Não se iludam companheiros: - Fernando Gomes, se quizesse ser candidato a reeleição, teria ainda consideráveis 15% a 20% dos votos.
Na cabeça dos eleitores, política não é processada pela razão. Vejam como exemplo: - Quanto mais explodem escândalos e denúncias sobre corrupção no governo Lula, mais crescem os níveis de aceitação do governo. O povo ao que parece, passou admirar a corrupção dos governantes. O velho conceito do "querer levar vantagem", está popularmente consagrado no Brasil.

Pablo disse...

Quem disse que o Cap. Fábio não tem serviços prestados?