08 abril 2008

Essa não colou...

A Prefeitura de Ilhéus tentou, como se diz no popular, jogar o barro na parede para ver se colava". Mas não colou.

Dias atrás, o governo divulgou que os gastos da merenda escolar eram mantidos com recursos próprios. A informação foi posteriormente desmentida na própria prestação de contas da administração, onde está registrado que a verba é repassada pelo Governo Federal.

Hoje, o prefeito Newton Lima fez publicar uma nota oficial no Diário de Ilhéus, na qual reconhece e lamenta o "equívoco". O problema é convencer a população de que tudo não passou de um mero engano.

4 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho que foi um ato de grandeza do atual prefeito. O problema é que vcs da fofoca, porque isso não é imprensa, parece que não gostam da normalidade e da seriedade das coisas, tudo tem que ser bagunçado, relaxado e na esculhambação. Infelizmente a nossa cultura tupiniquim é dessa forma.


Manfredo Osório

internauta

Toscko disse...

Nós, "da fofoca", lamentamos que o prefeito só tenha percebido o "equívoco" dois meses depois da campanha.

Sinceramente...

Anônimo disse...

parabéns a Vila Nova por ter desvendado o "equivoco"!

tróia disse...

Lamentavelmente , o texto do jornal que pulicou a denúncia traz inverdades QUE DENIGREM A imagem dos dirigentes escolares , que tem realizado o seu trabalho com dignidade . O processo de compra da merenda escolar tem sido transparente , não há falta de merenda nas escolas , e as adequações estão sendo providenciadas . O Conselho da merenda escolar sabe disso , mas prefere conjecturar ou publicar relatórios , talvez , pra atender
interesses outros , denotando atitudes de extrema politicagem.
O prefeito Nilton tem trabalhado com seriedade , e o secretário de educação de Ilhéus tem tratado essas questões com responsabilidade, não podemos contestar. "Contra fatos , não há argumento"