03 abril 2008

O PSDB é uma mãe

A revelação de que foi o senador tucano Álvaro Dias quem repassou à Veja o "compilado" de arquivos que sugeria um "dossiê" contra FHC mostra que não é só o PT que tem lá seus aloprados.

O PSDB também possui os seus. E como, né?

Agora, a ministra Dilma Roussef deverá agradecer, agora e sempre, ao tucanato. Rapidinho, passou da condição de algoz à vítima.

7 comentários:

Edgard Freitas disse...

Qualé Pimenta.

Até tu?

Não importa saber quem vazou o dossiê. O que realmente importa é quem fez o dossiê. E o dossiê foi feito na Casa Civil, cuja comandante-em-chefe é dona Dilma.

Toscko disse...

Que bom tê-lo de volta, Edgard.

Quanto ao suposto "dossiê", você sabe que a participação do tucanato não se restringiu a vazá-lo para a Veja.

Perceba que os irmãos-siameses PT-PSDB são, igualmente, ruins na arte da "negativa"... De tanto falar, apenas confirmam as suspeitas.

Existe dossiê ou apenas informações extraviadas e "ajuntadas" por um "bem-intencionado"?

o sacaninha disse...

Se existe dossiê, é porque existe o fato.

Gonzalez disse...

Se o PT fosse governo na época de Tiradentes, Tiradentes seria o culpado pelo próprio enforcamento. Esse povo é mestre em transformar vítima em réu e vice-versa. E o pior é que sempre encontram quem dê publicidade às suas versões.
Boa parte da imprensa brasileira continua sendo o que antigamente chamavam de "esquerda festiva"; outra boa parte continua sendo "maria vai com as outras"; além daquela parte mercenária. Isto sem falar naquela parte composta de analfabetos políticos.
Disso tudo,surgem comentários como êste.
Ora, me poupem...
Gonzalez Pereira

Toscko disse...

Gonzalez,

cuidado com a overdose do português Reinaldo Azevedo.

Anônimo disse...

Gonzales como sempre sensato. Muito sensato por sinal. Pena que esses petistas comprados da imprensa fazem tanto mal ao povo brasileiro.

Edgard Freitas disse...

Sacaninha:"Se existe dossiê, é porque existe o fato."

Se existe fato, então o gestor público tem o dever funcional de abrir a apuração devida, pelos caminhos legais, e não utilizar isso como instrumento de chantagem. Se existe um fato e o gestor o usa para chantagem, comete dois crimes. Para mim, dá no mesmo tanto a hipótese "menos pior" quanto a "pior".

Ademais, Dossiê não é igual a verdade. Um dossiê pode ser montado - como esse foi - com fatos pela metade, fora da ordem cronológica, com o intuito único de confundir e constranger (a base de dados do governo registra Whisky como "Uiscão" e a primeira-dama Ruth Cardoso como "Dona Ruth"?), ou tentar convencer zé-povinho.

Toscko, até onde eu sei a participação do PSDB - que, vc disse certo, é gêmeo siamês do PT - foi em vazar o dossiê. Mas o dossiê nasceu na Casa Civil. Se o PT estivesse realmente interessado em descobrir a fonte do dossiê (e se fosse tucana, estaria mesmo) o faria com dois cliques.

Mas, ao invés, o PT joga cortina de fumaça, como jogou no dossiê da eleição de 2006.

Isso significa que o PT não quer que se descubra quem fez o dossiê, e nem quem mandou. Em se tratando da Casa Civil, a razão é até óbvia.