31 março 2008

Fora do penico...

O tempo fechou hoje à tarde no Palácio Paranaguá. Tudo por conta de uma "brincadeira" feita com o coronel Gentil Pires, que comanda a pasta da Indústria e Comércio no governo Newton Lima.

Gentil andou rebatendo críticas do PSB ao Porto Sul e sua reação desagradou o cacique Alcides Kruschewsky. Não se sabe se por encomenda, o Diário de Ilhéus publicou no fim de semana uma charge com o coronel e o secretário de Governo se aliviando juntos.


Na charge, Gentil "erra o alvo" e Alcides lhe chama atenção: "Pô Gentil, você é governo ou oposição?".


O fato é que o coronel sentiu cheiro de fritura no ar e tentou explicar que fez a crítica ao PSB na condição de presidente do Sindicato das Indústrias de Eletroeletrônicos e não de membro do primeiro escalão do governo ilheense.


Pelo que se sabe, tudo ficou mais ou menos contornado em uma reunião dos dois secretários com o prefeito Newton Lima, que não quer ninguém do seu governo vertendo água em lugar indevido.


Abaixo, a charge da discórdia:


5 comentários:

Ranieri do Boca disse...

O coronel Gentil Pires trata-se de um homem de respeito, moral e reputação ilibadas. Não acredito que tenham a coragem de assacar contra um homem ético como dr. Gentil, ex-colaborador de Valderico e, agora, de Newton.

Sr. Gentil, pede pra sair, pede pra sair.

Deixe esse governinho de m.... sozinho!

Anônimo disse...

Gentil é governo, não tenho dúvidas.
Foi governo de Jabes, depois foi governo de Antônio Olímpio, em seguida de Jabes de novo, depois de Valderico e, agora, de Newton.
Gentil é governo.
Seja lá quem esteja nele.

o sacaninha disse...

Começou o show de baixarias, daí pra pior...!

Anônimo disse...

Sr Gentil é tão gentil que não ofende a ninguém, mais também não sai de cima do muro. A filosofia dele e de muitos outros é estar bem com todos os lados para não perder a boquinha dele e de todos os seus próximos.
Quanta gentileza.$$$$$$$
Amadão

Anônimo disse...

Pimenta:

Alcides e Gentil subiram no telhado.
Será que que tem risco de um dos dois, ou dos dois cairem?
Ou melhor: quem vai cair do telhado?

ATÔNITO, e esperando a queda.